Aprender a programar: saiba como começar e como se destacar no mercado

6 minutos para ler

Aprender a programar pode ser o desejo de muitas pessoas que querem inovar em suas carreiras ou apenas gostam de construir ferramentas digitais. De fato o setor tecnológico é um dos que mais crescem a cada ano. 

Uma pesquisa realizada pela Empresômetro, empresa de inteligência de negócios, mostrou que o mercado de tecnologia cresceu 118% nos últimos 10 anos e um outro estudo feito e apresentado pela IDC (International Delphic Council ou Conselho Délfico Internacional) apresentou que este setor no Brasil pode crescer mais de 4,8% em 2020. 

Com certeza é uma área com muitas oportunidades a serem exploradas. Por isso, aprender a programar está na lista de metas de muitas pessoas. Neste artigo, vamos te ajudar no início de sua carreira como programador e trazer dicas essenciais para ter sucesso. 

Acompanhe a leitura. 

Vida de programador

Códigos, fórmulas, dados, informação e linguagens. Se você leu essas palavras e sentiu uma certa empolgação, com certeza você se daria bem como um programador.

Essas palavras fazem parte da rotina de um dev que passa horas construindo páginas funcionais, e para quem considera essa área apenas para pessoas jovens, está realmente enganado. 

Para você ter uma noção, aos 70 anos de idade, o então prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg, decidiu que iria aprender a programar. Ao mesmo tempo, gênios da inovação como Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, ou Bill Gates, um dos fundadores da Microsoft, ingressaram nesse universo com 13 anos. 

O contraste é grande mas é um belo exemplo que não existe hora para começar, você precisa apenas de vontade e determinação para aprender a programar.

Além disso, conhecer um pouco de inglês e matemática será uma mão na roda nesse processo de aprendizado. 

Isso por que a maioria das fontes de estudos são norte americanas e portanto saber o básico da língua inglesa é essencial para não ficar para trás.

O processo de programação também requer algumas fórmulas matemáticas básicas, como adição, subtração ou multiplicação. 

Quanto ganha um dev?

Esse é um dado muito importante para quem quer ingressar no mercado. Saber quanto as empresas estão pagando por determinados cargos no setor de desenvolvimento vai te ajudar a negociar remunerações adequadas. 

Segundo um levantamento feito por sites de empregos como Vagas.com a média salarial de um desenvolvedor gira em torno de R$ 3.045,00 reais. Isso pode mudar conforme a região onde você trabalha. 

Segundo a revista Info, especializada no setor de TI, o salário médio de profissionais da área em São Paulo e região metropolitana pode variar de R$ 5.003,00 até R$ 8.196,00 dependendo de seu tempo de experiência.

3 dicas para você aprender a programar

O processo de aprendizagem em qualquer área é um caminho no qual você deve dar passos constantes. A boa notícia é que nosso cérebro tem uma capacidade extraordinária de armazenar informações. 

No entanto existem algumas dicas que vão te ajudar a impulsionar sua evolução. 

Powered by Rock Convert

Acompanhe!

Entenda uma linguagem de cada vez

Como dissemos lá no início do texto, para ser um dev você precisa entender as linguagens de programação. Em resumo é necessário conhecer as 3 principais

  • HTML (Linguagem de Marcação de HiperTexto): São blocos de códigos e textos que vão dizer aos navegadores a estrutura básica do que deve ser apresentado na tela. 
  • CSS (Cascading Style Sheets ou Folhas de Estilo em Cascata): São códigos de estilização que trabalham junto a estrutura HTML. Ele diz respeito ao visual de cada elemento (cores, formas, tamanhos…).
  • JavaScript ou JS: São a biblioteca de scripts e plugins que vão dar vida e movimento as páginas que você vai desenvolver (como rolagem, animação de jogos, play de vídeo…)

É normal que muitas pessoas mesclem o aprendizado, mas para ter se ter mais eficiência durante o processo e também para aumentar sua produtividade, o ideal é começar a aprender e dominar um tipo de linguagem de cada vez, nesta ordem

  1. HTML
  2. CSS
  3. JavaScript

A prática leva a perfeição

Segundo a pirâmide de aprendizado desenvolvida a partir de diversas pesquisas pela NTL Institute, em Bethel, no Maine (EUA), cerca de 75% do nosso aprendizado é resultado das nossas práticas a respeito daquele assunto. 

Fonte: https://paulamusique.com/

Portanto, colocar sua aprendizagem teórica em prática é essencial para garantir o conhecimento efetivo.

Quando utilizamos esse processo de aprendizagem, novas dúvidas vão surgindo e a busca por novas informações aumenta. 

É um processo constante de estudo, prática, dúvidas, buscas e volta aos estudos novamente em um ciclo contínuo e produtivo. 

O ideal neste momento é não excluir os arquivos que você está criando, pois eles vão te mostrar a evolução, desde o momento que você deseja aprender a programar até a conclusão dos melhores projetos

Além disso, eles podem servir como portfólio e te destacar em uma candidatura. 

Procure um amigo para aprender a programar com você!

Se você quer ir rápido, vá sozinho, mas juntos vocês vão mais longe. Provavelmente você já ouviu esse ditado e por mais clichê que ele pareça ser, continua sendo uma verdade inegociável. 

Ter alguém ao seu lado pode ser muito importante para colocar em prática outro degrau da pirâmide do aprendizado que é a discussão.

Mas nesse mercado de tecnologia, nem sempre é fácil conhecer um amigo que esteja no mesmo estágio de conhecimento que você

Por isso, alguns cursos podem ser ideais nesse momento. Na Arbyte por exemplo, você conta com aulas semipresenciais que te dão a oportunidade de construir parceiros de aprendizados na prática, além de ter um profissional para te monitorar e ajudar em seu desenvolvimento. 

Outro ponto que se deve ter atenção é em relação às suas motivações e ficar a mercê delas pode ser um risco, por isso, ter disponíveis palestras motivacionais podem fazer toda diferença na qualidade de aprendizado e no processo de conhecimento. 

Aprender a programar pode parecer um processo longo e de muita disciplina, mas com essas dicas tudo pode ficar mais divertido. Além disso, escolher a escola certa para vivenciar essa trajetória é muito importante. 

A Ayrbyte conta com um processo seletivo simples e funcional que te ajuda a ter certeza do caminho que você quer seguir, te dá a mão e te leva ao seu objetivo final, garantindo sua empregabilidade. Inscreva-se no processo seletivo gratuitamente e garanta sua vaga na próxima turma.  

Você também pode gostar

Deixe um comentário