O que faz um programador?

7 minutos para ler

Quando crianças, a maioria das pessoas recebem aquela pergunta tradicional dos adultos “o que você quer ser quando crescer?” 

Grande parte das respostas eram médicos, policiais, bailarinas, enfermeiros e professores. 

Isso é normal, porque outras profissões como o trabalho de um desenvolvedor, são pouco claras para grande parte das pessoas, mas entender o que faz um programador é bem simples e muito mais interessante do que as pessoas imaginam. 

Nesse artigo, você vai entender o que faz um programador, como está o mercado atual e também as principais habilidades técnicas e comportamentais que um bom dev precisa ter para atingir o sucesso na carreira. 

Acompanhe a leitura. 

Afinal, o que faz um programador? 

Esse profissional é o responsável por escrever linhas de códigos para a construção de softwares, sistemas e sites que vão funcionar tanto em dispositivos ordinários como computador e celular, até algo mais robusto como o lançamento de um foguete. 

A tecnologia está presente em quase tudo na vida do homem moderno, desde o momento que acordamos até o momento que vamos dormir, estamos rodeados de aparelhos que nos auxiliam a realizar as tarefas do dia a dia.

Sabe aquele despertador que toca todos os dias às 7:00 horas na sua casa? Envolve programação.

O letreiro no ponto de ônibus que indica o tempo que ele vai demorar para chegar até você também tem programação.

Quando você chega no trabalho e registra o ponto de entrada, está interagindo com algo que foi criado através da programação. 

É quase impossível imaginar o mundo sem tecnologia nos dias atuais e tudo isso se deve aos programadores que construíram bilhões de códigos para que essas coisas pudessem existir. 

Linguagens

Um desenvolvedor precisa entender os conceitos básicos das linguagens de programação

Assim como os idiomas em cada nação, existem muitos tipos de linguagens de programação. As mais usadas são o HTML, CSS, C++, Python e Javascript. 

Essas linguagens são comandos que vão dizer ao sistema que ação deve ser realizada ou o que deve ser exibido a partir da interação humana. 

Tipos de desenvolvimento

O profissional responsável pela criação de um novo sistema ou software pode trabalhar em projetos que se encaixam em 3 categorias gerais: 

Programação desktop: O objetivo aqui é a construção de um programa que funcione em computadores de mesa. 

Ele é dependente de um sistema operacional, mas a maioria roda bem em quase todos os tipos de sistemas operacionais. 

Mobile: Nesse formato, o código deve ser feito para telas menores de forma que apresente todas as informações necessárias e que estejam justas ao tamanho de cada tela.

Web: Na versão web você tem mais liberdade para construir sistemas que sejam adaptáveis a cada dispositivo.

Não dependente de nenhum sistema operacional e pode disponibilizar o acesso para qualquer pessoa que tenha uma conexão básica de internet. 

Powered by Rock Convert

Regularização da profissão 

Embora não seja obrigatório a apresentação de um certificado válido de programador para exercer a função, quem tem uma certificação na área, sai na frente dos demais que não tem. 

Hoje existem diversos cursos superiores como análise de sistemas, ciências da computação ou sistemas da informação. 

Muitas pessoas preferem um curso intensivo de curta duração que expõe quase a mesma carga de conhecimento de maneira rápida e concentrada. 

Além disso, alguns cursos como esses tem parcerias com empresas e startups que contratam os profissionais recém formados por terem a qualificação que eles precisam. 

Habilidades necessárias para um bom programador

Esse mercado de tecnologia está se tornando uma área bem competitiva, embora o saldo de profissionais realmente capacitados esteja negativo.

Quem tem as principais habilidades técnicas e comportamentais para o cargo tem mais chances de conquistar a vaga. 

Habilidades técnicas

Do lado técnico, entender os principais conceitos de cada linguagem de programação é muito importante, ainda mais para quem deseja iniciar na carreira. 

Ter um conhecimento amplo é interessante e ao longo do tempo você pode se especializar em uma área. 

Além disso é necessário entender de matemática básica, uma vez que na construção do código você vai utilizar pequenas operações como somar, subtrair, multiplicar e dividir. 

Outro diferencial importantíssimo e requisito quase obrigatório, é o entendimento do inglês, uma vez que quase todas as linguagens utilizam esse idioma em suas construções. 

Habilidades comportamentais

Para entender o que faz um programador você precisa utilizar a primeira habilidade, que é o raciocínio lógico. 

Além disso, entre as principais soft skills de um desenvolvedor estão: 

  • Uma comunicação clara e assertiva; 
  • Boa capacidade de análise crítica; 
  • Ser orientado a resultados;
  • Capacidade de trabalhar sob pressão; 
  • Pensamento crítico. 

Os recrutadores, principalmente de startups de tecnologia, avaliam também esse lado comportamental que se tornaram uma etapa importante e decisiva no processo de seleção. 

Como está o mercado atual? 

Nos últimos meses a sociedade percebeu a necessidade da utilização da tecnologia como aliadas pessoais, assim o Brasil viu uma aceleração na utilização de plataformas digitais enormes

Assim, muitas startups e empresas de tecnologia tiveram um bom crescimento e por isso a demanda pela contratação de profissionais que sabem o que faz um programador e exploram muito bem essa profissão, aumentou consideravelmente. 

Em uma pesquisa apontada na versão online da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios mostrou que existiam mais de 4.997 mil vagas abertas apenas em startups em 2019 e se considerar todo o ecossistema de tecnologia, mais de 70 mil vagas podem ser abertas na área até 2024. 

Só entre janeiro e abril de 2019, mais de 2 mil empresas foram fundadas no setor de tecnologia segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups) e a previsão era de que até o fim do ano passado mais de 3 mil empresas como essas já colocariam sua operação em andamento.

Mão de obra qualificada

Ainda na matéria publicada na versão online da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, vemos a necessidade, que é mais comum do que se parece, da busca de empresas por profissionais qualificados nessa área. 

Segundo estudo feito pela Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) a busca por profissionais com habilidades digitais pode chegar até 70 mil por ano no país, em contrapartida o número de formados na área é apenas de 46 mil ao ano.

A diferença entre demanda de vagas e oferta de mão de de obra qualificada é enorme e mostra a necessidade de pessoas buscarem escolas técnicas para terem destaque nos processos seletivos e também para aprenderem o que o mercado mais busca. 

Aproveite para conhecer nosso site e saber mais sobre a gente, os cursos que oferecemos e como podemos te ajudar a entender o que faz um programador  conquistar uma vaga dos sonhos.

Você também pode gostar

Um comentário em “O que faz um programador?

Deixe um comentário